GIZELDA MORAIS

                                                                                   I NDECISÃO
                                                                                            (reverso -2002)

                                                                 em que tempo está este presente
                                                                 que esconde nos cavalos de força
                                                                         os malcriados centauros?
                                                                               o estopim pode ser
                                                                         um simples copo d´água
                                                                                   a mão fechada
                                                                           o ricto no canto da boca
                                                                   o silêncio tanto quanto a apalavra
                                                                                  o risco / a mentira
                                                                                            o mito
                                                                                                         (Rosa no Tempo)

Gizelda Santana Morais nasceu em Sergipe onde fez  seus estudos primários e secundários e se iniciou na literatura, publicando poesias, crônicas e artigos em jornais de Aracaju. Teve o seu primeiro livro de poesia publicado aos dezoito anos (1958) pelo Movimento Cultural de Sergipe. Participou da criação do Clube Sergipano de Poesia. 

Iniciou seus estudos universitários de Filosofia em Belo Horizonte, transferindo-se para Salvador, onde concluiu também o curso de Psicologia. Ensino e pesquisa passam a ser o seu espaço principal de criação. Inicia o Mestrado em Psicologia na USP (SP), obtém o título de Doutora em janeiro de 1970, na Universidade de Lyon (França) com uma tese sobre aprendizagem da leitura e da escrita; em 1985 faz um pós-doutorado na Universidade de Paris XIII, na área de Etologia. 

Servindo sucessivamente nas universidades federais de Sergipe e da Bahia, exerceu cargos administrativos, coordenou estudos e estágios, orientou e examinou teses e dissertações, participou de movimentos e associações. Prestou serviços a órgãos nacionais, como CFE, CNPq, CAPES, INEP e SBPC, da qual foi secretária regional e conselheira. Como convidada, lecionou na Universidade de Nice (França). 

Publicou vários trabalhos científicos em livros e revistas especializadas.
Desde a publicação de seu primeiro romance JANE BRASIL, em 1986, vem  se dedicando à literatura de fição, já tendo publicado outros romance e contos.  Ingressou na Academia Sergipana de Letras em 1992. Após residir durante vários anos em Maceió, volta a fixar residência em Aracaju.